Ensaio de corte direto

A análise e solução dos problemas mais importantes de engenharia de solos requer o conhecimento das caraterísticas de resistência ao corte dos solos. Exemplos típicos são os problemas de estabilidade de aterros e escavações, impulsos sobre muros de suporte, capacidade de carga de fundações.
O ensaio de corte direto é um dos ensaios de utilização mais frequente para a determinação dos parâmetros de resistência ao corte (ângulo de atrito interno e coesão), sendo apropriado para a análise de situações em que a rotura é localizada desenvolvendo-se em bandas de corte de espessura reduzida.
No ensaio de corte direto, um prisma quadrado de solo é confinado lateralmente e cortado ao longo de um plano horizontal, induzido mecanicamente, enquanto é sujeito a uma tensão normal a esse plano (ver figura). A resistência ao corte oferecida pelo solo à medida que uma porção é forçada a deslizar sobre a outra é medida a intervalos regulares de deslocamento. A rotura ocorre quando a resistência ao corte atinge o valor máximo que o solo pode suportar.
A realização de ensaios de um conjunto de provetes idênticos (normalmente três) do mesmo solo, sob tensões normais diferentes, permite obter a relação entre a tensão de corte medida na rotura e a tensão normal aplicada. A partir desta determina-se o ângulo de atrito interno (declive da recta) e a coesão do solo (interceção na origem).
No LREC o ensaio é realizado segundo o procedimento interno de ensaio PIE SO10.04, equivalente à norma BS 1377 – 7: 1990.

Instrumento de pesagem não automático

A calibração de instrumentos de pesagem (IP), vulgarmente designados por balanças, é baseada na norma EN 45501 e no Guia do IPAC OGC003. O objectivo principal da calibração é avaliar a exactidão do instrumento, por (...)

Determinação da profundidade da carbonatação de um betão (Betões)

A carbonatação do betão é processo em que o dióxido de carbono reage com o hidróxido de cálcio que se forma durante a hidratação dos cimentos, originando carbonato de cálcio. Esta reacção dá-se nos poros do betão (...)

Outros ensaios...